Sou gestor de empresas desde 2000, já atuei gerindo a mim mesmo apenas, até equipes contento dezenas de pessoas, que atuavam nas mais diversas funções possíveis.

Nesse período, na maioria das vezes, fui o principal executivo da empresa, ou seja, àquele que no final respondia pelo resultado da mesma. Mas via de regra, mesmo onde eu acabei atuando como um gestor verticalizado, era normal eu tender a olhar para o todo.

Gestor Executivo

A função do gestor executivo está muito além de um administrador de recursos, passa por analisar a empresa de maneira horizontal, ou seja, cruzando todas as áreas e funções da mesma, para saber como ela está.

Quando a empresa é muito grande, normalmente esse gestor está focado em alguns poucos e estratégicos indicadores, porém quando a empresa é menor, é normal que o principal executivo, analise vários aspectos que acabam influenciando nesses indicadores gerais.

Se dividirmos verticalmente uma empresa, é normal que tenhamos, além dos indicadores financeiros (custos, despesas, receitas e resultados), indicadores ligadas ao relacionamento com o mercado, como:

  • Atividades de Marketing (Geração de LEADs e Estratégias de Mercados);
  • Atividades Comerciais (prospecção ativa, negociações e vendas);
  • Atividades de Entrega (que trata de entregar aquilo que foi vendido); e
  • Atividades de Sustentação/Relacionamento (suportar e se relacionar nas ações pós-entrega).

Ou seja, para um Gestor Executivo poder observar, analisar, identificar e agir é preciso que ele tenha as informações relativas ao relacionamento com o mercado (leads, prospects e clientes), de maneira ampla e ágil, pois muita coisa acontece no dia a dia, e quando essa visão não é integrada, a chance de acontecer falhas ou problemas nesse meio e o mesmo não conseguir enxergar, é grande.

Então, para você que tem um negócio, de qualquer porte, analise os seguintes aspectos:

  • Você gerencia quem está interessado no seu negócio? Possui formas de receber e se relacionar com os LEADs?
  • Você define uma jornada de atendimento a esses LEADs?
  • Consegue enxergar quantos LEADs receberam qualificação e quantos geraram Oportunidades?
  • Visualiza rapidamente em que fase do funil de vendas suas Oportunidades de Negócio estão?
  • Possui uma visão cruzada entre Vendas Previstas X Realizadas e Metas Comerciais?
  • Consegue rapidamente identificar como está a entrega daquilo que foi Vendido?
  • Possui ferramentas de recepção de ocorrências, seja para descrever um problema, seja para formalizar uma sugestão ou Necessidade?

Se essas questões acima estão respondidas, quer dizer que sua gestão executiva horizontal está ótima, agora se faltam dados, você precisa perguntar para os “responsáveis” internos, é possível que você precise de sistemas que te apoie a ter essa visão!

Há alguns anos atrás era impossível para pequenos negócios possuir esse tipo de gestão, sem investir uma pequena fortuna, porém com o avanço das tecnologias em nuvem, surgiram diversos sistemas  que fizeram mudar essa realidade, e permitiu que a grande maioria das empresas possam adotar soluções que irão proporcionar essa visão.

Que tal abrir a mente e iniciar hoje essa busca por otimizar a sua gestão?

Marciel de Amorim
CEO FACE DIGITAL

Conheça o ELEVECRM, um sistema de relacionamento com o mercado, que permite não apenas gerenciar os aspectos comerciais, mas todo o fluxo de relacionamento pós-venda (Entrega e Sustentação).